Governador propõe "coronavoucher" de Brasília

Basília Rodrigues
Por Basília Rodrigues, CNN  
08 de abril de 2020 às 15:45 | Atualizado 08 de abril de 2020 às 16:01
O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB)
Foto: Renato Alves - 14.jan.2019/GDF


O governo do Distrito Federal propôs à Câmara Legislativa a criação de um programa de Renda Mínima Temporária, no valor de R$ 408, para famílias de baixa renda como parte do enfrentamento do coronavírus, uma espécie de coronavoucher de Brasília.

O governador Ibaneis Rocha encaminhou o projeto de lei para o Legislativo local, nesta quarta-feira (8).

O programa ficaria sob o comando da Secretaria de Desenvolvimento Social, para onde Ibaneis nomeou a mulher Mayara Noronha, nova secretária da pasta.

Pelos critérios de seleção, seriam beneficiadas somente as famílias com renda per capita de meio salário mínimo, cerca de R$ 520.

Não pode ser beneficiário de outros programas de transferência de renda local ou federal, como Bolsa Família, DF Sem Miséria, Bolsa Alfa, Benefício de Prestação Continuada (BPC). Isso mostra algumas diferenças em relação à versão original do auxílio emergencia do governo federal de R$ 600, que permite o pagamento a quem recebe Bolsa Família, desde que a pessoa opte por um dos dois. E mais: quem ainda não está cadastrado no governo de Brasília poderá pleitear o benefício tambem.

O pagamento teria duração de 2 meses, prorrogável por mais 30 dias. Todo mês, o dinheiro seria creditado em um cartão pré-pago, em nome do responsável pela família.