Indígena Yanomami de 15 anos está internado em UTI, com coronavírus

O adolescente, que já havia sido diagnosticado com bronquite, deu entrada na unidade hospitalar, na sexta, com sintomas compatíveis com a doença

João Vianey e Luciene Kaxinawá Da CNN, em Brasília e Manaus
08 de abril de 2020 às 12:28 | Atualizado 08 de abril de 2020 às 13:15
Coronavírus chega a aldeia Yanomami
Foto: Reprodução/Ministério Público Federal

A Secretaria de Saúde do estado de Roraima confirmou a primeira contaminação por COVID-19 em um índígena Yanomami. Trata-se de um adolescente de 15 anos, que está internado no Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento. O diagnóstico confirmando a doença saiu na terça-feira (7). O jovem já fazia tratamento para bronquite.

Ele deu entrada na unidade hospitalar, na sexta-feira (3), com sintomas compatíveis com o novo coronavírus. Ainda na aldeia, o primeiro teste deu negativo para a doença. A comprovação só veio com a contraprova. Segundo a equipe médica que acompanha o caso, o adolescente está com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e precisou ser levado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da instituição. 

A Secretaria ressalta que o Hospital Geral está preparado para realizar o atendimento de qualquer paciente com sintomas graves da doença e que, atualmente, o HGR dispõe de 20 leitos de UTI/Covid-19, 20 leitos de UTI geral e 11 de tratamento semi-intensivo.

O caso acendeu o alerta entre as comidades indígenas de todo o estado de Roraima.