Morre em Roraima o primeiro indígena Yanomami contaminado com COVID-19

Vítima de 15 anos não resistiu, conforme afirmou a secretaria de Saúde do estado

João Vianey, da CNN, em Brasília
10 de abril de 2020 às 10:23 | Atualizado 10 de abril de 2020 às 11:28
O primeiro indígena Yanomami contaminado com COVID-19 morreu em Roraima, nesta quinta-feira (9)
Foto: Reprodução/Ministério Público Federal

O primeiro indígena yanomami contaminado com COVID-19 morreu em Roraima, nesta quinta-feira (9). O estudante de 15 anos estava internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral de Roraima Rubens de Souza Bento. A confirmação da morte do jovem veio através da assessoria de comunicação do governo do Estado de Roraima.

O rapaz deu entrada na unidade hospitalar com quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave na última sexta-feira (3). Depois de um primeiro exame com resultado negativo, na contraprova, o diagnóstico foi confirmado como infecção por novo coronavírus, conforme informou a secretaria de Saúde do estado.

O jovem estudava na cidade de Alto Alegre, a 80 quilômetros de Boa Vista, e morava numa aldeia às margens do rio Urariquera. Ao retornar para casa, sentiu-se mal e foi encaminhado para o hospital na capital roraimense.