MP pede informações sobre retorno ao trabalho dos servidores da educação em MG

O trabalho administrativo deverá ser retomado na terça-feira (14); professores retornam no dia 22 de abril

Caroline Louise Da CNN, em Belo Horizonte
13 de abril de 2020 às 08:20
 

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) encaminhou, nesse domingo (12), um ofício à Secretaria de Estado de Educação (SEE-MG) solicitando informações sobre o retorno ao trabalho de parte dos servidores.

Apesar do decreto de isolamento social, o Comitê extraordinário Covid-19 e a SEE-MG convocaram a volta dos servidores da educação já para a próxima terça-feira (14) no estado.

A determinação prevê que diretores inspetores, coordenadores, secretários, assistentes, auxiliares voltem às atividades, preferencialmente, por teletrabalho.  Os cerca de 135 mil professores devem voltar no dia 22 abril. 

O objetivo é preparar o regresso das aulas em regime não presencial a partir do dia 4 de maio, com ambientação e estudo das novas ferramentas que serão utilizadas. No entanto, cerca de 50 mil servidores, como porteiros e faxineiros, não têm como exercer suas funções remotamente.

De acordo com a Secretaria de Educação, cabe a cada diretoria escolar a sua reorganização e de seus profissionais de acordo com o método aplicado pela mesma. 

Alguns questionamentos do Ministério Público foram em relação ao número de servidores que será atingido pela deliberação, quantos deverão cumprir a jornada presencialmente, além de medidas de proteção adequadas, como equipamentos eficientes para a realização de trabalho presencial.