Reunião ministerial, avanço da COVID-19 e mais da tarde de 14 de abril

5 Fatos Tarde, apresentado por Luciana Barreto, mostra as principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN, em São Paulo
14 de abril de 2020 às 13:09 | Atualizado 29 de abril de 2020 às 13:48

Quase 2 milhões de infectados pelo novo coronavírus em todo o mundo, os impactos da COVID-19 na Europa, a expectativa pela reunião ministerial com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), a votação da ajuda a estados e municípios e o pagamento do auxílio emergencial são os destaques do 5 Fatos Tarde desta terça-feira, 14 de abril de 2020.

Nova alta

O número de infectados pelo novo coronavírus no mundo se aproxima de 2 milhões, mais de meio milhão deles nos Estados Unidos. O número de norte-americanos mortos passa de 23 mil. A Índia, segundo país mais populoso do mundo, decidiu prorrogar o bloqueio até o dia 3 de maio. 

COVID-19 na Europa

Espanha e Itália registram estabilidade no número de infectados e mortos. O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, assinou um decreto que autoriza a reabertura parcial do país.

Reunião ministerial

Acontece nesta tarde a reunião do conselho de governo -- o tradicional encontro do presidente Bolsonaro com os ministros, onde são apresentados resultados e propostas de cada pasta. Em meio à tensão dos últimos dias, a expectativa é pelo encontro entre Bolsonaro e Mandetta, que já confirmou presença.

Ajuda a estados 

O projeto de socorro a estados e municípios segue agora para o Senado. A medida aprovada ontem (12) pela Câmara dos Deputados terá impacto de R$ 89 bilhões nas contas da União e foi considerada uma derrota para o governo que deverá, pelo texto, compensar queda na arrecadação de ICMS e ISS durante seis meses. À CNN, o ministro da Economia, Paulo Guedes, chamou o projeto de "irresponsabilidade fiscal".

Auxílio emergencial

O governo começa a pagar uma nova rodada do auxílio emergencial de R$ 600 aos trabalhadores informais. A partir desta terça, recebem a primeira parcela os inscritos no Cadastro Único até o dia 20 de março e que não recebem o Bolsa Família.  

Assine a newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br