Mandetta, demissão de secretário da Saúde e mais da tarde de 15 de abril

5 Fatos Tarde, apresentado por Luciana Barreto, repercute principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN, em São Paulo
15 de abril de 2020 às 13:11 | Atualizado 29 de abril de 2020 às 13:48

A expectativa pela eventual demissão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o pedido de demissão do secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira, e os dois milhões de infectados pelo novo coronavírus em todo o mundo estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta quarta-feira, 15 de abril de 2020.

Mandetta

Clima de tensão e expectativa em Brasília. O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, alertou a equipe que pode ser demitido a qualquer momento. Ele chegou no ministério para cumprir o expediente, mas não falou com jornalistas.

Carta

Em meio à expectativa de uma definição, um dos principais auxiliares do ministro, o secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira, enviou uma carta aos funcionários dizendo que "a gestão de mandetta acabou" e que precisa se preparar para sair junto. Horas depois, ele anunciou sua saída do cargo.

Novo recorde

O número de infectados, no mundo, pelo novo coronavírus chega a dois milhões, segundo a Universidade Johns Hopkins. A piora da situação em vários países agravou as crises políticas. 

Mortes nos EUA

Os Estados Unidos registraram mais um recorde de mortes em um único dia: 2.405. O número total ultrapassou de 26 mil, de acordo com a Universidade Johns Hopkins. Mais de 600 mil pessoas estão infectadas no país.

Mortes no Brasil

O levantamento feito pela CNN, com as secretarias de Saúde, mostra que o número de mortos subiu para 1.556 no Brasil. O Tocantins registrou a primeira morte pela COVID-19. A vítima é uma funcionária da Secretaria Municipal de Saúde de Palmas. Ela tinha 47 anos e estava internada desde o dia 18 de março.

E na internet...

Os assuntos mais procurados são o estado de saúde do compositor Aldir Blanc, internado no Rio com suspeita de infecção pela COVID-19, e o editorial do jornal americano The Washington Post, com críticas ao presidente Jair Bolsonaro.

Assine a newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br