Estudo da Unesp prevê pandemia mais forte no interior de SP em três semanas

Estudo ajudou a embasar decisão do governo de estender a quarentena até o dia 10 de maio

Caio Junqueira
Por Caio Junqueira, CNN  
17 de abril de 2020 às 16:40

Um estudo feito pela Unesp e obtido pela CNN ajudou a embasar a decisão do governador de São Paulo, Joao Doria (PSDB), para estender a quarentena até o dia 10 de maio.

Elaborado pelo professor Carlos Magno Fortaleza, da Faculdade de Medicina de Botucatu, na Unesp, o estudo se chama “Rotas e Riscos da COVID-19 no interior paulista” e prevê que a pandemia chegará com mais força no interior apenas em maio.

Com 14 páginas e repleto de mapas, o estudo conclui que “o acometimento mais intenso do litoral puxa as 'zonas quentes' para fora do interior” e que “isso é uma análise proporcional e não exime o interior de riscos, especialmente nos maiores polos urbanos".

Em seguida, conclui: “Na prática, o interior está 3 semanas em atraso frente à metrópole ampliada”.