Prefeitura do Rio conclui hospital de campanha na região central

Estadão Conteúdo
19 de abril de 2020 às 20:51 | Atualizado 19 de abril de 2020 às 21:16
Leitos em hospital de campanha no Riocentro
Foto: Paula Martini/CNN

A prefeitura do Rio de Janeiro concluiu neste domingo (20) as obras do hospital de campanha do Riocentro, na zona oeste da cidade. Essa é a maior unidade da rede pública do Estado instalada para atender pacientes com COVID-19.

O hospital possui 13 mil metros quadrados de área construída, projeto que exigiu cerca de R$ 10 milhões de investimento. Ao todo, a unidade conta com 500 leitos, dos quais 400 são de clínica médica e 100 de UTI. Desse total, 15 têm recursos para hemodiálise.

Com a entrada em operação do hospital de campanha do Riocentro, a rede municipal de saúde do Rio terá mais de mil leitos para atendimento de infectados. O início da operação vai acontecer quando outro hospital, Ronaldo Gazolla, chegar a 70% de ocupação.

No dia 27, sairá da China um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) com nova leva de equipamentos e materiais para o hospital de campanha do Riocentro, que devem chegar até o dia 30. A prefeitura já iniciou a contratação de pessoal para o trabalho no local, como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes de apoio.

Desde o início da pandemia, a Secretaria Municipal de Saúde abriu 313 novos leitos exclusivos em unidades da rede. Desse total, 109 leitos são de UTI.