Apoiadores de Bolsonaro pedem redução do isolamento em várias cidades do país

Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte registraram protestos pela volta ao trabalho neste domingo (19)

20 de abril de 2020 às 00:44
 
 
Foto: Reprodução/CNN

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fizeram carreatas em várias cidades do país neste domingo (19). Eles pediam a flexibilização do isolamento e a volta do comércio.

Em Brasília, manifestantes se concentraram no quartel general do exército, pedindo intervenção militar. Bolsonaro foi até lá e falou com eles, pedindo que a população "faça tudo o que for necessário para o país ter o lugar de destaque que merece.", enquanto era chamado de "Mito" e ouvia gritos de "Fora, Maia" e "AI-5", em referência ao ato institucional que ampliou os poderes da ditadura militar brasileira em 1968.

 
"Eu tô aqui porque acredito em vocês. Vocês tão aqui porque acreditam no Brasil. Não vamos negociar nada", disse Bolsonaro. "Todos sem exceção têm que ser patriotas e acreditar e fazer sua parte pra que possamos colocar o Brasil no lugar de destaque que ele merece. O povo no poder. Fazer tudo q for necessário", discursou. Mais cedo, houve uma carreata na Esplanada dos Ministérios, que seguiu até o Congresso Nacional.

Em São Paulo, o ato começou nas ruas em torno do ginásio do Ibirapuera e da Assembleia Legislativa do Estado. Segundo a Polícia Militar, no inicio da tarde eram cerca de 300 carros, além de caminhonheiros e motociclistas percorrendo ruas da cidade. Manifestantes também fecharam a Avenida Paulista, pedindo a volta do trabalho e criticaram o governador João Dória (PSDB).

Em Belo Horizonte, eles pediram a saída do prefeito Alexandre Kalil (PHS). No Rio de Janeiro, apoiadores de Jair Bolsonaro formaram fila de veículos em Copacabana, na Zona Sul da cidade.