Novo ministro da Justiça, inquérito no STF e mais notícias de 27 de abril

As informações mais importantes do começo desta segunda-feira (27)

Da CNN em São Paulo
27 de abril de 2020 às 06:44 | Atualizado 27 de abril de 2020 às 06:45

 

 

 

 

 

 

 

A nomeação de Jorge de Oliveira para o cargo de ministro da Justiça, a possibilidade de abertura de inquérito pelo Supremo Tribunal Federal (STF) sobre as declarações de Sergio Moro, a defesa de Jair Bolsonaro por Alexandre Ramagem na diretoria -geral da Polícia Federal, os números do novo coronavírus no país e o estado de saúde de Kim Jong-un, lider norte-coreano, são os destaques de 27 de abril de 2020. 

Ministério da Justiça


Jorge de Oliveira é o novo ministro da Justiça. A informação é da colunista Basília Rodrigues. Ele substituirá Sergio Moro, que pediu demissão na última sexta-feira (27). Segundo Basília, fontes do Planalto revelam que se fez valer a vontade do presidente na nomeação. Ele é próximo da família Bolsonaro, com quem trabalha há mais de 15 anos.

STF

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), deve decidir hoje se autoriza a abertura de inquérito solicitada pela Procuradoria Geral da República. O pedido se baseia nas declarações do ex-ministro Sergio Moro contra o presidente Jair Bolsonaro. A Procuradoria quer apurar se houve crimes como falsidade ideológica, denunciação caluniosa, entre outros.

Polícia Federal 

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defendeu a escolha de Alexandre Ramagem para a direção-geral da Polícia Federal. Bolsonaro foi questionado nas redes sociais sobre a proximidade de Ramagem com o filho Carlos Bolsonaro e respondeu que já conhecia o novo diretor da PF antes dos filhos.

COVID-19

O Ministério da Saúde divulgou os dados atualizados da COVID-19, apontando 61.888 casos confirmados em todo o país. Já o número de mortes chega a 4.205. 

Coreia do Norte

A Coreia do Sul afirma que Kim Jong-Un está vivo e passa bem. O líder norte-coreano teria passado por uma cirurgia cardíaca e não é visto em público há duas semanas. Como não há imprensa livre no país, há dúvidas sobre o real estado de saúde do líder.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br.