Mercadão das Flores vende a preço de custo, com renda indo para fornecedores


Da CNN, em São Paulo
27 de abril de 2020 às 23:41

O Mercadão das Flores estava programado para abrir no início de 2020, porém a pandemia da COVID-19 mudou os planos do local, deixando 350 lojas sem ter como vender seus produtos. Para contornar os problemas do tempo, o espaço resolveu ir para a internet, e com uma parceria com o aplicativo de entregas, Loggi, começou a vender as flores a preço de custo, com o intuito de ajudar os fornecedores locais.

“Todos os produtores que chegaram aqui para vender flores tiveram seus produtos cadastrados e colocados no site, sendo vendidos a preço de custo, com toda a renda indo para os produtores”, explica a empresário Edenia de Carvalho, idealizadora da ação florescer

As vendas pela internet foram a maneira encontrada pelo Mercadão das Flores de continuar a trabalhar e manter sua cadeia de fornecimento ativa mesmo em tempos de pandemia, para que no momento em que isto passar, o local continue ativo. Para saber mais, acesse o site do estabelecimento.