Bolsonaro autoriza envio de Forças Armadas para combater desmatamento em PA e RO

Tropas foram solicitadas pelos governadores. Governo federal ainda não informou quando militares chegarão às regiões afetadas

Rudá Moreira, da CNN em Brasília
10 de maio de 2020 às 15:07
Área desmatada na Floresta Nacional do Jamanxim, no Pará
Foto: Amanda Perobelli/Reuters (11.set.2019)

O presidente Jair Bolsonaro autorizou o envio das Forças Armadas aos estados de Rondônia e Pará para o combate a focos de incêndio e ações preventivas contra o desmatamento ilegal. O despacho foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União, neste sábado (9).

A utilização das tropas nos dois estados foi solicitada pelos respectivos governadores após decreto presidencial publicado na última quinta-feira (7), que previa esse envio de militares aos estados da Amazônia Legal que solicitassem a ajuda federal. As Forças Armadas poderão atuar nos estados da região entre 11 de maio e 10 de junho de 2020.

Leia também:

Mesmo com pandemia, desmatamento da Amazônia em abril bate recorde

A assessoria de imprensa do Ministério da Defesa não informou a data exata para a chegada das tropas nos estados. Segundo a Defesa, essa informação tem que ser divulgada pela equipe do vice-presidente Hamilton Mourão, que coordena o Conselho da Amazônia Legal e, consequentemente, as ações de combate a incêndios florestais e desmatamento ilegal na região. A assessoria da vice-presidência afirmou à CNN que divulgará esses detalhes à imprensa "tão logo seja possível".

A medida foi anunciada a partir de dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgados na última semana. Segundo o relatório do Inpe, o desmatamento ilegal na área aumentou nos primeiros meses de 2020.