Pico da Covid-19 no RJ pode ser em 15 dias, diz secretário de Saúde

Estado regista mais de 18 mil casos confirmados e mais de 1.900 mortes pela doença

Da CNN no Rio de Janeiro
13 de maio de 2020 às 07:39 | Atualizado 13 de maio de 2020 às 07:55

O estado do Rio confirmou mais 158 mortes e 547 novos casos da COVID-19. A capital acumula 18 mil casos confirmados da doença, 1.928 mortes. Cerca de 12 mil pessoas já estão curadas no estado, mas o Rio deve alcançar o pico da pandemia nos próximos 15 dias.

O alerta foi feito pelo secretarário de Saúde do estado, Edmar Santos, durante uma reunião com representantes do Ministério Público e deputados estaduais na terça-feira (12). O secretário disse ainda que não sabe se o número de casos vai ter uma redução após alcançar o pico da pandemia ou se vai se manter estável. Ele ressaltou mais uma vez a importância do isolamento social.

Leia também: 

Alerj aprova projeto para tornar obrigatório uso de máscaras no estado do Rio
'Estamos preparando academias para a nova realidade', diz diretor de associação
Niterói (RJ) é a primeira cidade do Sudeste a adotar bloqueio total

O secretário aproveitou para reforçar que é preciso reduzir em 70% a circulação de pessoas no estado, para "achatar" a curva da epidemia. Cerca de 86% dos leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) da rede estadual estão ocupados.

Já são 423 pacientes com suspeita ou confirmação da doença que aguardam transferência para um leito de UTI. Dos 40 leitos disponibilizados no hospital de campanha montado no complexo esportivo do Maracanã, 28 já estão ocupados. Os novos leitos previstos só devem ser abertos daqui a 15 dias.