Bolsonaro defende reabertura, Covid-19 na África e mais da tarde de 14 de maio

5 Fatos Tarde, apresentado por Luciana Barreto, repercute principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN, em São Paulo
14 de maio de 2020 às 13:07

As declarações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre as medidas contra a Covid-19 e a economia, o último país do continente africano a registrar casos do novo coronavírus e os números atualizados da doença no Brasil estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta quinta-feira, 14 de maio de 2020.

Bolsonaro 

Bolsonaro disse, nesta manhã, que "o Brasil está quebrando", chamou de "absurda" a medida de fechar tudo e voltou a defender a reabertura comercial no país. O presidente ainda afirmou que "lamenta as mortes", mas que "a economia está sendo destroçada". 

Lockdown no RN

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte deu um prazo de 48 horas para que o governo do estado dê um parecer sobre a implantação do lockdown na região metropolitana de Natal. O pedido pelo isolamento total foi solicitado pela sindicato dos trabalhadores em saúde. A prefeitura de natal informou que atingiu a ocupação máxima de leitos de uti nesta semana e a situação no estado é parecida: estão próximos ao colapso com mais de 85% das UTIs ocupadas e com a taxa de isolamento de 43%.

Covid-19

O Ministério da Saúde divulgou, na quarta, que o Brasil ultrapassou os treze mil mortos. Foram 749 novas perdas em 24 horas. o país tem mais de 180 mil casos e está com índice de letalidade em 7,0%. Mais de 78 mil pessoas já se recuperaram da doença.

África

O Lesoto, último país sem a circulação do novo coronavírus no continente africano, registrou o primeiro caso da doença. O ministro da Saúde do país disse que uma pessoa, entre viajantes que retornavam da África do Sul e da Arábia Saudita, testou positivo. No continente, a África do Sul é o país que registrou a maioria dos casos da doença, com 11 mil infectados e mais de 200 mortos.

Enem 

Um levantamento exclusivo da CNN mostra que quase metado dos candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não têm computador em casa. Nos estados da região norte e nordeste, esse índice piora e pode chegar a 70%. O Enem é o principal porta de acesso ao ensino superior. 

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br