Pedido da PGR para ouvir Paulo Marinho, vídeo de reunião e mais de 18 de maio

As informações mais importantes do começo desta segunda-feira (18)

Da CNN em São Paulo
18 de maio de 2020 às 06:25


A análise de Celso de Mello sobre o vídeo de reunião ministerial, o pedido da Procuradoria Geral da República para que a Polícia Federal ouça o suplente do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos) sobre vazamentos de investigações da PF e os novos números da Covid-19 no país são alguns dos destaques da manhã de 18 de maio de 2020.

Vídeo de reunião ministerial

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, deve assistir nesta segunda-feira (18) ao vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril. A gravação é apontada pelo ex-ministro Sergio Moro como prova da interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal. Somente depois de examinar o conteúdo, Celso de Mello deve decidir se a gravação será mantida em sigilo total, parcial ou se será divulgada na íntegra.

PGR

A Procuradoria Geral da República (PGR) pediu a Polícia Federal que ouça o depoimento do empresário Paulo Marinho. Ele, que é suplente do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos), disse ao jornal "Folha de São Paulo", no fim de semana, que um delegado da PF antecipou ao filho do presidente – na época, candidato à presidência – que seu ex-assessor Fabrício Queiroz seria alvo da operação Furna da Onça. O vazamento de informações da corporação teria acontecido antes do segundo turno da eleição de 2018.

Rodízio

O rodízio tradicional de veículos na capital paulista será retomado a partir desta segunda-feira (18). O prefeito Bruno Covas (PSDB) afirmou que apesar de o rodízio ampliado ter tirado mais de 1 milhão de carros de circulação, o índice de isolamento subiu de 46% para 48%. Segundo especialistas, o ideal era que a taxa subisse para 70%.

Covid-19

O número de mortes causadas pelo novo coronavírus no Brasil passou dos 16 mil, de acordo com o último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde. Foram confirmados 7.938 novos casos em 24 horas e 485 mortes.

Auxílio emergencial

Começa nesta segunda-feira (18) o calendário de pagamento e saques da segunda parcela de R$600 do auxílio emergencial. O benefício é destinado aos trabalhadores que perderam renda por causa da pandemia do novo coronavírus. Pelo cronograma, poderão sacar hoje os inscritos no programa Bolsa Família.
 

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br