Prato Cheio e Renda Emergencial: veja quem pode se inscrever nos programas do DF

Inscrições começam nesta segunda-feira; objetivo é auxiliar as famílias de baixa renda durante a crise causada pela pandemia do novo coronavírus

Jéssica Otoboni, da CNN, em São Paulo
18 de maio de 2020 às 11:44
Programa Prato Cheio é voltado para a compra de alimentos em estabelecimentos conveniados e os cadastrados recebem R$ 250
Foto: Divulgação/Sedes

As inscrições para os programas sociais Prato Cheio e Renda Emergencial, do governo do Distrito Federal, começam nesta segunda-feira (18). Apoiados pelo Banco de Brasília (BRB) e coordenados pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), eles foram criados com o objetivo de auxiliar as famílias de baixa renda durante a crise causada pela pandemia do novo coronavírus.

Como funcionam esses programas?

O Renda Emergencial disponibiliza um auxílio de R$ 408 para os beneficiários durante dois meses, podendo ser prorrogado por mais um mês. Já o Prato Cheio é voltado para a compra de alimentos em estabelecimentos conveniados e os cadastrados recebem R$ 250.

Quem tem direito ao Renda Emergencial?

As famílias com renda mensal de até meio salário mínimo (R$ 522,50) por pessoa. Para ter acesso ao Renda Emergencial a pessoa não pode receber nenhum outro tipo de benefício social, como o Bolsa Família ou os R$ 600 de auxílio emergencial do governo federal.

O valor pode ser pago por meio de um cartão pré-pago, aceito em qualquer estabelecimento comercial do Distrito Federal, ou por meio de saque em terminais de autoatendimento do BRB.

Quem tem direito ao Prato Cheio?

As pessoas inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) e com renda mensal de até meio salário mínimo (R$ 522,50). Ao contrário do Renda Emergencial, o cidadão que recebe outro benefício social do governo também pode se inscrever no Prato Cheio. Vale ressaltar que o cartão deste programa não tem a função saque.

Assista e leia também:
Bolsa Merenda: saiba como receber o benefício que começou a ser pago em MG
Começa nesta segunda-feira o pagamento da 2ª parcela do auxílio de R$ 600
Governo diz que aprovou mais 8,3 milhões de cadastros para auxílio emergencial

Onde posso me cadastrar?

Os cadastros para os dois programas podem ser feitos pelo telefone (61) 3029-8499 (das 8h às 20h, inclusive nos finais de semana) ou pelo site oficial. Através deles, as pessoas confirmarão seus dados pessoais e receberão informações sobre o agendamento, com dia e local onde os cartões estarão disponíveis para a retirada.

Quando os cartões serão entregues?

Entre os dias 25 e 29 de maio nas agências do BRB e postos de atendimento da Secretaria de Transporte e Mobilidade. Com o objetivo de evitar aglomerações, o beneficiário deverá comparecer no dia e local informados no momento da inscrição no programa com o CPF e um documento com foto.

A inicial do nome do beneficiário será levada em conta na hora da entrega do cartão: 

• pessoas com iniciais A, B e C: retiram no dia 25 de maio
• pessoas com iniciais D, E, F, G e H: retiram no dia 26 de maio
• pessoas com iniciais I, J, K e L retiram no dia 27 de maio
• pessoas com iniciais M, N e O retiram no dia 28 de maio
• pessoas com iniciais P, Q, R, S, T, U, V, W, X, Y e Z retiram no dia 29 de maio.