PF apura participação de policiais federais em operação com morte de adolescente

João Pedro, de 14 anos, morreu após ser atingido por um disparo durante operação policial em São Gonçalo, no Rio de Janeiro

Estadão Conteúdo
21 de maio de 2020 às 16:39
João Pedro Mattos, de 14 anos, morto durante operação policial em São Gonçalo (RJ)
Foto: Reprodução/Twitter @_danblaz


A Polícia Federal no Rio de Janeiro anunciou nesta quinta-feira (21) que instaurou sindicância para apurar a participação de policiais federais na operação que resultou na morte do adolescente João Pedro Mattos Pinto, de 14 anos, em São Gonçalo (Região Metropolitana do Rio), na última segunda-feira (18).

A operação foi realizada pela Polícia Federal com apoio das polícias Civil e Militar do Rio. O objetivo era cumprir dois mandados de busca e apreensão em uma investigação contra o suposto líder do tráfico na região. Os alvos não foram localizados e ninguém foi preso.

Leia também:

Adolescente de 14 anos é morto durante ação policial em São Gonçalo (RJ)

Segundo a família e testemunhas, policiais chegaram atirando à casa onde João e amigos estavam, na praia da Luz, em Itaoca. 

O adolescente foi atingido na barriga e levado para um helicóptero da polícia, de onde partiu inicialmente para o heliponto da Lagoa, na zona sul do Rio.

Ao chegar, os policiais constataram que o adolescente estava morto, e então levaram o corpo para o Instituto Médico Legal (IML) de São Gonçalo. 

Parentes passaram a noite procurando o jovem em hospitais e só acharam o corpo 17 horas depois, no IML. 

A morte é investigada pela Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo. Segundo informações preliminares, foram agentes da Polícia Civil que entraram na casa onde a vítima estava.