Bolsonaro reforça Exército com 3,9 mil temporários para combate à Covid-19

Alteração no efetivo foi feito por meio de decreto presidencial

Ruda Moreira Da CNN, em Brasília
22 de maio de 2020 às 14:12
Militares do Exército brasileiro marcham em Brasília
Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil


O efetivo do Exército Brasileiro será reforçado em mais 3.900 homens e mulheres em meio à pandemia causada pelo novo coronavírus. O aumento no contingente será efetivado com militares temporários. A alteração no efetivo foi feita por meio de decreto presidencial, publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira (22).

Leia e assista também

Coronavírus faz Forças Armadas contarem cemitérios e sepulturas disponíveis

Militares brasileiros contraem coronavírus na fronteira com a Venezuela

De acordo com nota enviada pela assessoria de imprensa do Exército, "poderão ser incorporados 1.500 militares no posto de 2º Tenente temporário e 2.400 militares na graduação de 3º Sargento temporário". Com isso, o total geral de efetivos do Exército em 2020 sobe para 222.755. 

Segundo o Exército, a medida representa "mais um esforço do Governo Federal na guerra contra o novo coronavírus".