Sigilo de vídeo, notícias-crime contra Bolsonaro e mais da tarde de 22 de maio

5 Fatos Tarde, apresentado por Luciana Barreto, repercute principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN, em São Paulo
22 de maio de 2020 às 12:52 | Atualizado 22 de maio de 2020 às 12:58

O pedido do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), à Procuradoria-Geral da República (PGR) e a expectativa pela decisão sobre o sigilo do vídeo da reunião ministerial estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta sexta-feira, 22 de maio de 2020.

Notícias-crime

O ministro Celso de Mello, do STF, enviou à PGR três notícias-crime apresentadas por partidos de oposição solicitando novas medidas no inquérito que investiga suposta intervenção do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na Polícia Federal. Entre as medidas solicitadas, estão o depoimento do presidente e a apreensão dos aparelhos celular do chefe do Executivo e de seu filho, o vereador Carlos Bolsonaro.

Vídeo de reunião

É grande a expectativa sobre a decisão do ministro de levantar o sigilo do vídeo de uma reunião ministerial, realizada no Palácio do Planalto há exatamente um mês, no dia 22 de abril. O vídeo é peça-chave para apurar as denúncias do ex-ministro Sergio Moro de uma suposta tentativa de interferência do presidente na PF. 

Covid-19

O Brasil ultrapassou a a marca de 20 mil mortos por Covid-19. O levantamento da CNN juntos às secretarias de Saúde aponta 312 mil contaminados e 20.131 mil mortes.

Acidente aéreo

Um avião comercial, da companhia aérea Pakistan International Airlines, caiu em uma área residencial da cidade de Karachi, no sul do Paquistão. O piloto do Airbus A320 teria feito uma chamada de emergência relatando problemas técnicos

Imposto de Renda

A Receita Federal liberou nesta sexta as consultas ao primeiro lote de restituição do Imposto de Renda deste ano. A expectativa é que mais de 900 mil contribuintes sejam contemplados.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br.