Flexibilização da quarentena, queda do PIB e mais da tarde de 25 de maio

5 Fatos Tarde, apresentado por Luciana Barreto, repercute principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN, em São Paulo
25 de maio de 2020 às 13:04 | Atualizado 25 de maio de 2020 às 13:24

A 15ª previsão consecutiva de queda para o Produto Interno Bruto (PIB) neste ano e o início das medidas de flexibilização do isolamento social pelo país estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta segunda-feira, 25 de maio de 2020.

Viagens aos EUA

Os brasileiros que tiverem voos marcados para os Estados Unidos a partir da próxima sexta-feira (29) devem procurar as companhias aéreas para remarcar ou cancelar suas viagens. A medida é necessária depois que o presidente Donald Trump suspendeu a entrada nos EUA de qualquer estrangeiro ou brasileiro que tenha estado no Brasil nos últimos 14 dias.

Restrição

O decreto do presidente Trump foi assinado no domingo (24) em razão do aumento do número de infecções pelo novo coronavírus no Brasil. No dia 19 de maio, Trump já tinha ameaçado assinar o decreto. "Não quero que as pessoas venham aqui e infectaem o nosso povo", disse ele na ocasião.

Dias Toffoli

O exame do presidente do Supremo Tribunal Federal, o ministro Dias Toffoli, deu negativo para Covid-19. Toffoli foi hospitalizado no sábado (23) com sintomas da doença. Segundo o boletim médico, o ministro continua internado e o exame será repetido pela possibilidade de falso negativo em função da janela imunológica.

PIB

Os economistas do mercado financeiro baixaram pela 15ª vez seguida a previsão do PIB deste ano. Segundo o boletim Focus, do Banco Central, a expectativa de queda passou de 5,12% para 5,89%. O Banco Mundial prevê uma queda de 5% do PIB.

Quarentena

Estados e municípios começam nesta segunda-feira a adotar medidas que flexibilizam as restrições de circulação por causa da Covid-19. Em Curitiba, os shoppings reabrem a partir de hoje com medidas específicas para funcionamento. Belo Horizonte começa a reabertura gradual do comércio não essencial. No Pará, o governo publicou dois decretos estabelecendo que o lockdown será determinado apenas por meio de iniciativas municipais, nas cidades onde as prefeituras expressarem interesse em aderir às regras estaduais.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br