Primeira-dama do Rio, Helena Witzel é hospitalizada

"A primeira-dama Helena Witzel foi atendida no Hospital Central Aristarcho Pessoa, no Rio Comprido, após um mal estar", diz nota

da CNN, no Rio de Janeiro.
28 de maio de 2020 às 11:53 | Atualizado 28 de maio de 2020 às 12:06
O governador do Rio, Wilson Witzel, ao lado da mulher, Helena Witzel: ela foi hospitalizada nesta quinta (28)
Foto: Marcelo Figueiredo/Ascom (4.dez.2019)

A primeira-dama do Rio de Janeiro, Helena Witzel, foi hospitalizada nesta quinta-feira (28).

"O Núcleo de Imprensa informa que, na manhã desta quinta-feira (28/05), a primeira-dama Helena Witzel foi atendida no Hospital Central Aristarcho Pessoa, no Rio Comprido, após um mal estar. O governador Wilson Witzel acompanhou a esposa, que foi examinada e passa bem. Ela será reavaliada para ser liberada em seguida. O governador já voltou ao Palácio Laranjeiras", diz a nota oficial.

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, decretou nesta quarta-feira (27) o bloqueio de bens da empresa DPAD Serviços Diagnósticos, que contratou o escritório de advocacia da primeira-dama do Rio, Helena Witzel. O valor bloqueado, entre bens imóveis e valores nas contas dos sócios da empresa, é de R$ 334,5 milhões. 

Veja mais:

TCE suspende pagamento à organização investigada em operação que envolve Witzel

Operação Placebo foi uma 'grande surpresa', afirma advogada de Witzel

Justiça suspende pagamento a empresa que cuida do Samu no Rio

A empresa, a primeira-dama e o governador do Rio Wilson Witzel (PSC) estão sendo investigados no âmbito da Operação Placebo, deflagrada ontem (26) pela Polícia Federal. De acordo com trecho da decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que autorizou a operação de ontem, a empresa de Helena Witzel recebeu pagamentos da empresa DPAD.

O contrato firmado pela primeira-dama do Rio e a DPAD tinha duração de 36 meses e atuação de "consultoria jurídica", sem citar nenhum escopo específico de atuação. Pela prestação do serviço, a esposa do governador receberia 36 parcelas mensais de R$ 15 mil, em um total, portanto, de R$ 540 mil.