Grande ABC e Baixada Santista apresentam projeto para retomada gradual


Da CNN em São Paulo
08 de junho de 2020 às 08:01

As cidades do grande ABC Paulista e a Baixada Santista, que estão na 'zona vermelha' no projeto de retomada do governo de São Paulo, apresentaram os projetos para iniciar a fase laranja do plano, que prevê a retomada gradual das atividades econômicas no estado. Algumas cidades autorizaram a abertura de setores antes mesmo do acordo com o governo.

Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra já planejam a volta. O Consórcio Intermunicipal da região, que é o órgão que delimita e planeja todas as ações de caráter regional, autorizou a volta de concessionárias de veículos e escritórios na última sexta-feira (5). 

Leia também: 
Crivella vai manter shoppings, bares e restaurantes fechados

Entretanto, em  Rio Grande da Serra e São Vicente alguns comerciantes locais já reabriram seus negócios, contrariando as medidas propostas pelo órgão. 

A Baixada Santista também apresentou o documento necessário para a volta gradual do comércio para já na próxima quinta-feira (11). Em entrevista à CNN, o prefeito Paulo Alexandre Barbosa afirmou ser um erro categorizar a Baixada na fase vermelha.

"Tivemos aí um embate com o governo no Estado por conta da classificação da cidade. A indicação da Baixada Santista nunca foi vermelha, isto foi um erro, um equívoco do governo do Estado e que vai´se corrigir. Se houver descumprimento das regras, eu não vou pensar duas em retroceder", explicou.