Operação da PF, indicação do centrão no MEC e mais da tarde de 16 de junho

5 Fatos Tarde, apresentado por Luciana Barreto, traz as principais notícias do Brasil e do mundo 

Da CNN
16 de junho de 2020 às 13:03

A operação da Polícia Federal que mirou apoiadores do governo federal e a indicação do centrão para um cargo no Ministério da Educação estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta terça-feira, 16 de junho de 2020.

Operação da PF

A Polícia Federal (PF) cumpriu esta manhã mandados judiciais contra 21 pessoas em seis estados. A operação faz parte do inquérito que investiga a origem de recursos e o financiamento de grupos suspeitos da praticarem atos antidemocráticos. Entre os alvos da PF estão o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ), o youtuber bolsonarista Allan dos Santos, e Sergio Lima, marqueteiro do Aliança pelo Brasil, partido que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tenta oficializar na Justiça Eleitoral.

Operação em Pernambuco

A PF também deflagrou hoje duas operações para investigar contratos emergenciais feitos por prefeituras em Pernambuco para o combate à pandemia. Em Recife, a Operação Antídoto investiga contratações realizadas pela Secretaria de Saúde com valores superiores a R$ 81 milhões. Já a Operação Casa de Papel apura a contratação sem licitação, por prefeituras do interior pernambucano, de empresa para fornecimento de materiais médico-hospitalares que somam quase R$ 9 milhões.

Queda no varejo

As vendas do comércio varejista registraram queda recorde de 16,8% em abril, na comparação com março, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A maior queda foi no ramo de tecidos, vestuário e calçados: 60%. Mesmo os setores de supermercados e de artigos farmacêuticos, atividades consideradas essenciais, houve recuo. Os supermercados caíram quase 12% e as farmácias, 17%.

Auxílio emergencial

Entre hoje e amanhã, a Caixa Econômica Federal vai pagar a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 a quase 5 milhões novos cadastrados no programa. Segundo o banco, o repasse será de R$ 3,2 bilhões. Esse é o terceiro lote no pagamento da primeira parcela do benefício.

MEC

Em meio ao debate sobre uma possível a saída do ministro da Educação, Abraham Weintraub, o chamado centrão conseguiu emplacar mais um nome na pasta. Renata Aguiar (PP) foi indicada para a Diretoria de Gestão de Recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. O PP é principal partido do centrão e já havia ficado com outro cargo na educação. O orçamento do fundo para este ano é de R$ 54 bilhões. As informações são do analista de política Caio Junqueira, da CNN.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br