Com avanço da Covid-19, 53 cidades em SP adotam medidas mais rígidas que governo

Municípios que poderiam abrir o comércio com restrições optaram por manter apenas os serviços essenciais em funcionamento

Pedro Duran, Tiago Abech e Henrique Andrade, da CNN em São Paulo
24 de junho de 2020 às 22:27 | Atualizado 25 de junho de 2020 às 00:03

Nas últimas duas semanas, 53 cidades paulistas decidiram restringir ainda mais as regras para o funcionamento do comércio e das atividades econômicas em relação ao plano de retomada gradual definido pelo governo estadual, o Plano São Paulo. A decisão foi tomada com base nos acompanhamentos individuais de cada município e o monitoramento de casos e mortes por coronavírus.

De quinta-feira (18) para sexta (19), o número de novos casos de coronavírus teve uma virada. Se na quinta foram 414 novos infectados na capital e 398 no interior, na sexta, os dados represados de pacientes mais leves já apontaram uma mudança na curva: 8.638 novos casos no interior e 6.877 na capital.

Leia também:

29 cidades de SP não seguem retomada gradual prevista pelo governo do estado

Governo de SP anuncia protocolo para retomada das aulas em setembro

A decisão foi tomada nesta terça-feira (23) por um grupo de seis prefeitos da região de Limeira, cidade próxima de Campinas. Antes, a própria Campinas e Sorocaba já tinham decidido adotar medidas mais duras por recomendação do governo estadual depois da disparada de casos.
 
No oeste do estado, no entorno de Bauru, 41 cidades que pertencem a um grupo autodenominado “pacto regional” também endureceram as regras. Ainda próximos de Campinas, os municípios de Mogi Mirim, Mogi-Guaçu e Estiva Gerbi tiveram a mesma ideia.

Na prática, essas cidades estão na fase laranja, onde o comércio de rua, as concessionárias, imobiliárias e shopping centers podem abrir com restrições de horário, lotação máxima e medidas de segurança. Com a decisão de medidas mais rígidas, no entanto, passaram a atuar tal qual a fase vermelha do plano estadual, onde apenas os serviços essenciais são liberados.

Próxima de Limeira, a cidade de Araras instalou uma espécie de lockdown (confinamento). Por decreto, a prefeitura restringiu até mesmo o funcionamento de serviços essenciais, como supermercados, petshops e padarias, por exemplo. A partir de sábado (27), esses estabelecimentos só podem funcionar entre 7h e 19h durante a semana, e precisam fechar às 13h aos sábados. Aos domingos, estão proibidos de abrir.

Cidades que decidiram endurecer medidas

• Limeira e mais 5 da região (Rio Claro, Santa Gertrudes, Araras, Cordeiropolis, Engenheiro Coelho);
• Bauru e mais 40 do pacto regional, como Lins;
• Campinas e Valinhos;
• Sorocaba;
• Mogi Mirim, Mogi Guaçu e Estiva Gerbi

Mapa com classificação das regiões paulistas no Plano São Paulo de retomada gradual, atualizado em 19 de junho
Foto: Reprodução/Governo de São Paulo (19.jun.2020)