Justiça derruba liminar que impedia reabertura do comércio em Brasília

Tribunal Regional Federal entendeu que a decisão deve ser do governo local, não do poder Judiciário

Basília Rodrigues e Anna Satie, da CNN em Brasília e São Paulo
24 de junho de 2020 às 21:03 | Atualizado 24 de junho de 2020 às 21:09

A pedido do governo do Distrito Federal, o TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região) derrubou nesta quarta-feira (24) uma liminar que suspendia a liberação de novas atividades na capital.

Para o tribunal, orientar as medidas de enfrentamento da Covid-19 é competência do governo local, não da Justiça.

Leia também:

Saúde registra nesta quarta segundo maior número de novos casos de Covid-19

No último sábado (20), a juíza Kátia Balbino, da 3ª Vara Federal, aceitou um pedido do Ministério Público e suspendeu a reabertura das atividades comerciais. 

Na decisão, ela pediu que o governo apresentasse um planejamento com critérios técnicos-científicos que embasassem a abertura de novas atividades não-essenciais.

De acordo com o último boletim do Ministério da Saúde, o Distrito Federal registrou 37.254 casos e 495 mortes pela doença causada pelo novo coronavírus.