Rio reabre neste sábado comércio de rua e salões de beleza

Agência Brasil
27 de junho de 2020 às 07:37 | Atualizado 27 de junho de 2020 às 10:30

 

O Rio de Janeiro reabre neste sábado (27) o comércio de rua e salões de beleza. Esses serviços devem funcionar a partir das 11h. Todos, porém, terão de trabalhar em horário reduzido, das 11h às 17h, para não se chocar com os horários dos shoppings, que abrem das 12h às 20h. O objetivo, segundo ele, é evitar lotação no sistema de transportes.

Segundo o prefeito Marcelo Crivella, a medida foi aprovada pelo comitê científico da prefeitura, devido à queda no número de mortes e ao aumento na disponibilidade de leitos de enfermaria e de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). 

Na quinta-feira (2), poderão abrir as academias, bares e restaurantes. Porém, os comerciantes deverão seguir regras de distanciamento e higiene, oferecendo álcool gel e sabão nas pias para lavagem das mãos, além de manter os ambientes abertos e ventilados. Segundo o prefeito, a reabertura é possível porque se reduziram os índices de ocupação de enfermarias e UTIs, além do menor número de enterros na cidade, comparado ao ano passado. Para Crivella, isto é motivo de celebração.

“Acho que é uma boa notícia. A cidade do Rio de Janeiro já começou o seu processo de reabertura há um mês e as curvas, diferente daqueles que profetizavam ou agouravam que haveria um caos, um problema muito grande, que nós não estávamos sendo prudentes ou sábios, no nosso processo de abertura, graças a Deus as curvas se mantiveram em descendência. Ontem, na cidade do Rio, nós sepultamos 164 pessoas e no dia 25 de junho do ano passado tínhamos sepultado 200, portanto 36 pessoas a menos num período de coronavírus, de extrema pandemia, é algo que nós devemos celebrar”, disse.

Crivella apelou ainda para a permanência em casa das pessoas classificadas como grupos de risco, como idosos, obesos, diabéticos, pessoas com pressão alta, com câncer e problemas renais.