Decotelli fora do MEC, 'ciclone bomba' no sul e mais da noite de 30 de junho

5 Fatos Noite, com Daniela Lima, traz também a extensão do auxílio emergencial, as mais de 10 mil mortes por Covid-19 no RJ e a abertura de fronteiras na UE

Da CNN, em São Paulo
30 de junho de 2020 às 19:58 | Atualizado 30 de junho de 2020 às 20:12

A saída de Carlos Alberto Decotelli do Ministério da Educação após contestações de seu currículo, a confirmação da prorrogação do auxílio emergencial pelo governo, a passagem do 'ciclone bomba' pela região Sul e o estado do Rio de Janeiro ultrapassando a marca de 10 mil mortos por Covid-19 são algumas das notícias do 5 Fatos Noite desta terça-feira, 30 de junho de 2020.

Novo ministro fora

Carlos Alberto Decotelli pediu demissão hoje do Ministério da Educação, cinco dias depois de ser escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ele nem sequer chegou a tomar posse. Decotelli teve que sair depois de ter o currículo contestado por universidades da Argentina e da Alemanha.

Mais auxílio

O governo anunciou a prorrogação do auxílio emergencial, destinado a trabalhadores informais e beneficiários do Bolsa Família. Segundo o ministro da Economia, Paulo Guedes, a proposta é que sejam pagas mais quatro parcelas ao longo de dois meses, totalizando R$ 600 por mês.

Covid-19 no RJ

O estado do Rio de Janeiro passou a marca dos 10 mil mortos por novo coronavírus. O dado foi divulgado no painel da Secretaria Estadual de Saúde. O estado registra mais de 112 mil casos da doença. Mais de 93 mil pacientes conseguiram de recuperar.

Não convenceu

Por unanimidade, a sexta turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou pedido de transferência para regime domiciliar do ex-governador fluminense Sérgio Cabral. Ele alegou risco de contágio da Covid-19, mas não convenceu os ministros.

Viagens para a UE

A União Europeia vai reabrir as fronteiras para 14 países a partir desta quarta-feira (1º). Das Américas, apenas viajantes do Uruguai e Canadá foram contemplados. Já a China conseguiu autorização, mas com a condição de que também libere as viagens de europeus ao território chinês. Estados Unidos e Brasil continuam barrados. 

'Ciclone bomba'

Nas redes sociais, o destaque é a passagem do 'ciclone bomba' pela região Sul. Pelo menos três pessoas morreram e 1,3 milhão de casas e endereços comerciais ficaram sem energia após os temporais desta terça-feira (30) Santa Catarina.