Homem é preso com arquivos de pedofilia no Rio de Janeiro

Acusado pode pegar de 1 a 4 anos de prisão em regime fechado; mandados de busca e apreensão foram cumpridos na Zona Oeste da capital fluminense

Jéssica Otoboni, da CNN, em São Paulo
09 de julho de 2020 às 10:17
Homem de 65 anos foi encontrado com vários arquivos com cenas de violência sexual contra crianças
Foto: Divulgação / FreeImages

Um homem de 65 anos foi preso em flagrante nesta quinta-feira (9) durante uma operação da Polícia Federal no bairro de Bangu, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Com ele, foram encontrados vários arquivos que continham cenas de violência sexual contra crianças. 

Os policiais cumpriram mandados de busca e apreensão. Se condenado, o suspeito pode pegar de 1 a 4 anos de prisão em regime fechado.

De acordo com a PF, as investigações, iniciadas neste ano e conduzidas pelo Grupo de Repressão aos Crimes Cibernéticos (GRCC), apontaram que o homem em questão agia na chamada "deep web" (também conhecida como "internet invisível"), onde criminosos exibem, acessam e compartilham – de forma anônima – imagens de abuso e exploração sexual infantil.

Assista e leia também:

PC Siqueira diz que vídeo com acusação de pedofilia é 'falsificação'

Arquidiocese de São Paulo cria comissão para combater a pedofilia

O investigado armazenava, disponibilizava e transmitia arquivos com cenas de abuso e de exploração sexual de crianças e adolescentes, pela internet, em rede internacional.

Os agentes apreenderam o material, que será encaminhando para a realização de exames periciais. A Polícia Federal quer verificar se ele também praticava outros atos ilícitos, como produção dos arquivos encontrados. Este crime está previsto no Estatuto da Criança e Adolescente e no Código Penal (estupro de vulnerável), podendo levar a uma pena total de mais de 20 anos de prisão.