Racha no Centrão, novas regras da retomada em SP e mais da noite de 27 de julho

Ãssista ao 5 Fatos Noite apresentado pela âncora da CNN Daniela Lima

Da CNN, em São Paulo
27 de julho de 2020 às 19:29

A saída dos dois principais partidos do Centrão, o DEM e o MDB, e as mudanças nas regras do Plano São Paulo, que visa combater o novo coronavírus no estado, estão entre os principais destaques do 5 Fatos Noite desta segunda-feira, 27 de julho.

Racha no centrão

O DEM e MDB deixam o Centrão. O grupo deve encolher de 221 para 158 deputados federais por conta da mudança. À CNN, o presidente do MDB, deputado Baleia Rossi (SP), tentou minimizar e disse que não se trata de uma ruptura, mas de uma forma de ter mais independência de ação.

Retomada em SP

O governo de São Paulo vai exigir menos leitos de UTI disponíveis para que uma cidade possa avançar de fase na flexibilização da economia. Antes era preciso ter 40% dos leitos disponíveis. Agora, são necessários 25% de vagas por um período de 28 dias.

José Serra

Caberá ao ministro Gilmar Mendes decidir se mantém ou se muda a decisão provisória do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, que barrou uma busca e apreensão da Polícia Federal no gabinete do senador José Serra (PSDB).

Contas bolsonaristas

O ministro do Supremo, Edson Fachin, será o relator da ação em que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) tenta reverter o bloqueio de perfis em redes sociais. A ação foi protocolada um dia após 16 bolsonaristas terem seus perfis bloqueados pelo Twitter e Facebook por ordem do STF.

Oktoberfest

A prefeitura de Blumenau (SC) anunciou o cancelamento da tradicional Oktoberfest. A festa de Ano Novo também foi suspensa.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br.

(Edição: Paulo Toledo Piza).