Após 22 dias internado com Covid-19, prefeito de Manaus recebe alta

Arthur Virgílio Neto (PSDB) foi transferido para o hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, no dia 6 de julho

Anna Satie, da CNN em São Paulo
28 de julho de 2020 às 15:14
Em foto publicada nas redes sociais, o prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto aparece com máscara, roupa hospitalar e tubos
Foto: Reprodução/Twitter (6.jul.2020)

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), recebeu alta hospitalar nesta terça-feira (28), após 22 dias internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, com Covid-19.

Leia também:

A fase pior já passou, mas que ninguém brinque com a Covid, diz Arthur Virgílio

Virgílio e sua mulher, Elisabeth Valeiko Ribeiro, receberam o diagnóstico em 29 de junho. De acordo com a assessoria da Prefeitura, eles retornam à capital amazonense nesta quarta (29).

Ambos começaram o tratamento contra a doença no Hospital Adventista de Manaus, mas, segundo Virgílio, fizeram a transferência para o hospital paulistano por decisão própria.

"Preciso fazer outros exames, como da cirurgia para retirada da próstata que fiz há alguns anos, então decidi ir a São Paulo, onde tenho todo meu histórico médico”, disse ele, na época. 

No sábado (25), o prefeito fez uma publicação nas redes sociais pedindo a seus seguidores que se protejam contra a doença. 

"Digo, de coração, a todos: evitem esse mal. Protejam suas vidas e as vidas das outras pessoas, porque a Covid é perigosa, traiçoeira, agressiva e surpreendente", disse.