Maior prazo de validade das receitas médicas e mais da tarde de 28 de julho

5 Fatos Tarde, apresentado por Roberta Russo, traz as principais notícias do Brasil e do mundo 

Da CNN
28 de julho de 2020 às 13:00 | Atualizado 28 de julho de 2020 às 13:02

O maior prazo de validade para receitas médicas e a operação contra facções criminosas pelo país estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta terça-feira, 28 de julho de 2020.

Operação contra facção 

Uma operação realizada pelo Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Ministério Público cumpre 212 mandados de busca, apreensão e prisão para desarticular uma facção criminosa que atua em todo o território nacional. O objetivo é usar o material na solução de crimes violentos.

Receitas médicas

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancionou com um veto o projeto de lei que amplia o prazo de validade, durante a pandemia do novo coronavírus, das receitas médicas ou odontológicas de remédios de uso contínuo ou sujeitos a prescrição. O texto diz que as receitas serão válidas "pelo menos enquanto perdurarem as medidas de isolamento para contenção do surto da Covid-19".

Metrô de SP

O Metrô de São Paulo registrou aglomerações e plataformas lotadas em meio a pandemia mesmo depois da negociação feita na madrugada desta terça (28) para evitar a greve da categoria. Parte das estações amanheceu fechada e só abriram depois das 6h da manhã. A reportagem da CNN registrou filas enormes e vagões com lotação máxima, mesmo com as recomendações de distanciamento devido à Covid-19.

Emprego

Em junho, o Brasil fechou quase 11 mil vagas formais, com carteira de trabalho assinada. Os dados foram divulgados pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho e surpreenderam analistas de mercado, que apontavam para o fechamento de mais de 150 mil vagas em decorrência da grave crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Gastos no exterior

A pandemia reduziu os  gastos dos brasileiros no exterior para o menor patamar desde 2007. Os resultados refletem a alta do dólar e o impacto da pandemia da Covid-19 no setor de turismo, que levou a suspensão de voos e ao fechamento de fronteiras em alguns países.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br