'Vivemos o que SP viveu 2 meses atrás', diz prefeito após cancelar Oktoberfest

Prefeito comentou a decisão

Da CNN
28 de julho de 2020 às 11:23
 

A prefeitura de Blumenau anunciou o cancelamento da Oktoberfest, a tradicional festa alemã que acontece anualmente em Santa Catarina.

A 37ª edição do evento já havia sido adiada em maio, mas a situação da pandemia impossibilitou a realização do evento neste ano. A gestão também cancelou a festa de Réveillon da cidade.

Em entrevista à CNN, na manhã desta terça-feira (28), o prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt (Podemos) afirmou que, mesmo o evento movimentando mais de R$ 200 milhões na economia, "a gestão não pode colocar a vida das pessoas em risco" com o avanço da pandemia no Estado.  

"Nós temos um grande desafio aqui em Santa Catarina. A onda do novo coronavírus chegou na nossa região e nós temos dificuldades em relação ao número de leitos ocupados e o crescimento do número de casos. A situação não está incontrolável e estamos acompanhando.", disse.

Leia também:

Apesar de salto de casos, prefeito de Blumenau diz que situação é 'tranquila'

Monomotor cai em rua de cidade em SC

E acrescentou: "Nós não podemos, com base na análise feita pela nossa equipe técnica, nos furtamos de tomar decisões, por mais difíceis que elas sejam. (...) Não há nenhuma possibilidade de ter esta edição da Oktoberfest no início do ano que vem".

De acordo com Hildebrandt, a tradicional festa impacta diretamente os 60 setores da economia do município e região. No entanto, a equipe econômica está buscando alternativas para tentar conter o prejuízo. 

"O que nós estamos buscando, dentro do cenário do novo coronavírus, é superar estes desafios a partir de alternativas de retomada econômica, com discussão entre os setores. Nós estamos vivendo o que São Paulo viveu dois meses atrás em relação aos casos de Covid-19. Neste momento, estamos focados em dar segurança para o cidadão", finalizou.