Médico é preso no Rio após discutir com paciente sobre teste de Covid-19


Da CNN
31 de julho de 2020 às 16:16

Um médico foi preso na Barra da Tijuca, zona Oeste do Rio de Janeiro, após sacar uma arma no consultório durante uma discussão com um paciente. O motivo da briga foi a qualidade dos testes rápidos para detectar o novo coronavírus.

De acordo com a polícia, o atendimento aconteceu porque o paciente, que foi diagnosticado com a Covid-19 há dois meses, ainda estava sentindo sintomas da doença, como cansaço.

O pneumologista Enio Studart, que atendeu o paciente, teria questionado a qualidade do exame e os dois começaram a discutir. Segundo o paciente, o médico sacou uma arma que estava na mochila.

Os dois foram para a delegacia, onde Studart confirmou que tinha arma, mas negou que a tenha sacado.

Assista e leia também:

Um a cada três testes do tipo RT-PCR em SP dá positivo para Covid-19

Entenda como pessoas que não tiveram Covid-19 podem ter imunidade ao vírus

Os policiais encontraram no veículo de Studart um revólver, uma pistola, um soco inglês, duas facas, um carregador de pistola e munições.

O pneumologista foi preso em flagrante e indiciado pelos crimes de ameaça e porte ilegal de arma de fogo.

(Edição: Leonardo Lellis)