Polícia Rodoviária apreende pelo menos 9 toneladas de drogas no fim de semana

Apreensões incluem maconha, skunk, comprimidos de ecstasy e cloridrato de cocaína

Vital Neto, da CNN, em São Paulo
16 de agosto de 2020 às 17:29 | Atualizado 16 de agosto de 2020 às 18:19
Apreensões feitas pela PRF incluem maconha, skunk, ecstasy e cloridrato de cocaína
Foto: PRF/Divulgação

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizou diversas operações que resultaram em prisões, recuperação de veículos roubados e apreensão de drogas e contrabandos em diversos estados do Brasil neste fim de semana. Entre os destaques, estão duas ações da PRF em Guaíra (PR) que terminaram com a apreensão de 4,5 toneladas de maconha e 35 quilos de cabelos humanos de origem estrangeira.

A apreensão de maconha realizada em Guaíra foi realizada após a PRF-PR abordar um motorista de carreta de 26 anos na BR-163 na manhã de sábado (15). Durante a entrevista, o homem confessou aos policiais que carregava fardos de maconha ocultos em uma carga de milho que deveria entregar em Maringá (PR).

Leia também: 

MP denuncia PM e ex-PM por morte de jovem na zona sul de São Paulo

Em 15 dias, Pantanal supera queimadas registradas em agosto de 2019

Além das 4,5 toneladas de maconha, foram apreendidos 43,5 quilos de skunk, variação da maconha que contém maior concentração de opioides. De acordo com a PRF, a carga teria valor estimado em R$ 4,5 milhões. Somente em 2020, a PRF-PR já apreendeu 93,5 toneladas de maconha no estado do Paraná.

No mato Grosso do Sul, a PRF também realizou diversas apreensões de drogas. A maior delas aconteceu em Naviraí, onde a polícia parou um caminhão com placas do Paraná e abordou o motorista de 39 anos. Os agentes desconfiaram do comportamento do homem e decidiram verificar a carga, um carregamento de madeira.

Após retirar parte da madeira, os policiais encontraram 2,3 toneladas de skunk e mais 2,2 toneladas de maconha. O prejuízo para os traficantes seria de aproximadamente R$ 1,7 milhões de acordo com os policiais.

Outras quatro operações no Mato Grosso do Sul apreenderam mais 200 kg de drogas. Além disso, a PRF realizou pelo menos mais cinco apreensões no Tocantins, Sergipe, Pernambuco e Minas Gerais. Em uma dessas ações, a PRF-TO abordou dois homens que conduziam um ônibus de passageiros.

Durante a abordagem, os agentes sentiram o odor de drogas no compartimento de cargas e encontraram 10,6 kg de maconha, 120 comprimidos de ecstasy e 200 gramas de cloridrato de cocaína escondidos no interior de televisores. Os policiais precisaram desmontar a carcaça dos equipamentos para localizar as drogas.

Na ação realizada pela PRF na BR-101 em Estância, no estado de Sergipe, policiais pararam um veículo utilitário e apreenderam 215 quilos de maconha prensada escondidas em malas. O motorista do carro afirmou que recebeu R$ 3,5 mil pelo transporte da droga de Vitória da Conquista (BA) até Aracaju.

Cigarros e outros contrabandos

Além das apreensões de drogas, a Polícia Rodoviária Federal também prendeu contrabandistas que transportavam diversos tipos de cargas. No Piauí, Bahia e Minas Gerais, agentes da PRF prenderam contrabandistas de aves silvestres e recuperaram os animais. Veículos roubados ou adulterados foram identificados e apreendidos em todas as regiões do país, com destaque para uma motocicleta recuperada em Canguçu (RS), 13 anos depois de ter sido roubada.

A PRF apreendeu cargas de cigarros contrabandeados que totalizaram pelo menos 330 mil maços de cigarros. Em São Gonçalo do Amarante (CE), os policiais pararam um motorista de caminhão que realizava manobras perigosas na rodovia.

Nervoso, o condutor afirmou aos policiais que transportava material reciclado. Os agentes desconfiaram e verificaram o compartimento de carga e encontraram mais de 250 mil maços de cigarros, com valor estimado em R$ 1,2 milhão. Outras 80 mil carteiras de cigarros contrabandeados foram apreendidas em Porto Alegre em operação similar da PRF gaúcha.

No Ceará, a PRF apreendeu uma carga de eletrônicos de valor estimado em R$ 2 milhões. Os policiais pararam um ônibus em Uburajara e encontraram três caixas carregadas de celulares, relógios inteligentes,cigarros eletrônicos e outros equipamentos. A encomenda, que ia de Belém para Fortaleza, não tinha nota fiscal e, por isso, o motorista foi encaminhado para a delegacia e a carga apreendida.

Ainda na região Sul, policiais pararam um automóvel em Guaíra (PR) e encontraram 35 quilos de cabelos humanos contrabandeados do exterior, com valor estimado em cerca de R$ 175 mil. A entrada desse tipo de material só é permitida mediante aprovações da Anvisa e da Receita Federal.