MEC pede para TCU investigar suposto desvio de R$ 29 milhões em verba

Pasta não divulgou o nome das cidades mas afirma serem municípios de diferentes regiões

Basília Rodrigues
Por Basília Rodrigues, CNN  
18 de agosto de 2020 às 11:59 | Atualizado 18 de agosto de 2020 às 14:22
O ministro da Educação, Milton Ribeiro, fala à CNN
Foto: CNN (18.ago.2020)

O Ministério da Educação encaminhou para o Tribunal de Contas da União um levantamento de municípios com suspeita de desvio de R$ 29 milhões e 125 mil, de verba pública, principalmente quanto ao programa de alimentação escolar. A pasta não divulgou o nome das cidades mas afirma serem municípios de diferentes regiões.

São 48 processos, chamados de tomada de contas especial, em que técnicos do MEC e da Controladoria Geral da União identificaram inconsistências nos repasses. A iniciativa é atribuída à nova gestão do ministro Milton Ribeiro e do atual secretário executivo da pasta, Vitor Godoy, que também é auditor de contas.

Leia mais:
Milton Ribeiro: 'Guedes tem sido grande companheiro do MEC'
MEC investirá R$ 24 mi em pacotes de internet para estudantes de baixa renda

Para técnicos do MEC, está comprovado o mau uso do dinheiro público. Mas nem todos casos podem ser enquadrados como desvios propositais, devido à falta de experiência e preparo de alguns municípios em gerir as contas.

O objetivo é recuperar o recurso e verificar a responsabilidade dos gestores. 

A ideia do MEC, afirmam seus técnicos, é auxiliar os municípios quanto à prestação de contas, no futuro. "Estar mais perto dos gestores locais", disse uma fonte do ministério.

Em entrevista à CNN, nesta terça-feira, o novo ministro tentou se descolar de polêmicas ideológicas. E minimizou a possibilidade de menos recursos serem repassados à Educação em 2021.