SP tem mais de 200 mortes diárias por Covid-19 há 13 semanas

A alta nos números vem pouco antes do plano de reabertura da economia, que começou a valer no dia 1° de junho

Pedro Duran e Tiago Abech, da CNN Brasil em São Paulo
24 de agosto de 2020 às 22:32
Pessoas caminham por rua de comércio popular em São Paulo - 15/07/2020
Foto: Amanda Perobelli/Reuters

Na penúltima semana de maio, quando o São Paulo ainda tinha portas fechadas numa quarentena absoluta, o estado registrou a média de 194 mortos por dia.

Na chamada “média móvel”, que divide as mortes ao longo de uma semana por sete dias, foi a última vez em que o estado ficou num patamar abaixo de 200 mortos diários.

Leia também:

Técnica de enfermagem brasileira pode ter se reinfectado com Covid-19

São Paulo registra queda de mortes por Covid-19 pela segunda semana consecutiva

Na semana seguinte, foram 212 mortos por dia, depois, 218 por duas semanas consecutivas e um salto para 273 mortos diários na terceira semana epidemiológica de junho.

A alta nos números vem pouco antes do plano de reabertura da economia, que começou a valer no dia 1° de junho, com a liberação para que cidades negociassem protocolos que permitissem a reabertura de diversos setores, com regras específicas.

O patamar de 230 mortos por dia, no entanto, é o menor em dez semanas. “É um número ainda muito significativo, muito importante, e que nós precisamos reduzir ainda mais, mas já aponta uma tendência de queda de uma forma bastante convincente”, disse o coordenador do Centro de Contingência do novo coronavírus em São Paulo, João Gabbardo.

A participação da capital paulista na estatística ficou até a metade de julho entre 30% e 50% na soma total das vítimas do coronavírus. Foi só na penúltima semana de julho que o número caiu pra menos de 80 mortos por dia, mas com o crescimento das vítimas no interior, o estado seguiu no patamar acima de 200 mortos por dia.