Pelo menos 128 municípios de SP reabrirão suas escolas na próxima terça (8)


Julyanne Jucá e Carolina Figueiredo, da CNN, em São Paulo
02 de setembro de 2020 às 14:01
Escola particular em Campinas, São Paulo, se prepara para retomar aulas presenci

Escola particular em Campinas, São Paulo, se prepara para retomar aulas presenciais

Foto: Denny Cesare/Código19/Estadão Conteúdo (23.jul.2020)

A Secretaria Estadual de Educação de São Paulo divulgou que, até o momento, 128 municípios irão reabrir suas escolas, parcialmente para reforço e orientação, a partir da próxima terça-feira (8). O levantamento foi feito pela própria pasta.

O governo de São Paulo autorizou a reabertura para atividades complementares e de reforço em todas as escolas - públicas e privadas - que estejam em regiões da fase amarela no Plano SP de flexibilização há, pelo menos, 28 dias consecutivos. A decisão final, no entanto, é das próprias prefeituras.

Leia também:
SP contrata 1 mil psicólogos para volta às aulas nas escolas do estado
Secretário de Educação de SP explica como se dará a volta às aulas no estado

O retorno efetivo das aulas, dentro do calendário escolar, está previsto para ocorrer em 7 de outubro. Nesta terça (1º), as medidas necessárias e protocolos sanitários foram publicados em Diário Oficial.

Entre as medidas permanecem o distanciamento, uso de máscaras obrigatório e a disponibilização de álcool em gel. Não são permitidas filas na entrada ou saída, além de que há horário fixo para os estudantes irem ao intervalo, em grupos ou turmas fixos. A merenda e alimentação disponibilizada pela escola deverá priorizar alimentos que não exijam manipulação para consumo.

É obrigação da escola higienizar o prédio, as salas de aula e toda superfície tocada por muitas pessoas, como grades, maçanetas e corrimões.

O governo ainda informa que não é obrigatória a presença dos alunos na escola. Além disso, caso o professor, servidor ou estudante seja do grupo de risco da Covid-19, deverão assinar um termo de responsabilidade para o retorno.