Vacina nos EUA, afastamento de Witzel e mais da noite de 2 de setembro


Da CNN, em São Paulo
02 de setembro de 2020 às 19:29

A decisão do STJ, que mantém Wilson Witzel afastado do governo do Rio de Janeiro e o comunicado do CDC de que os EUA iniciam a vacinação contra a Covid-19 no final de outubro estão entre os destaques do 5 Fatos Noite desta quarta-feira, 2 de setembro de 2020.

Witzel afastado

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu manter o afastamento de Wilson Witzel do cargo de governador do Rio de Janeiro. Pelo Twitter, Witzel disse que respeita a decisão do STF, mas reafirma que jamais cometeu atos ilícitos.

Vacina em outubro

Os Estados Unidos planejam iniciar a vacinação contra a Covid-19 no próximo mês. O CDC (Centro de Prevenção e Controle de Doenças) pediu aos estados que programem a distribuição das doses. A informação foi confirmada pela CNN.

Queiroz 

A procuradoria-geral da República defendeu, em parecer enviado ao Supremo Tribunal Federal, que Fabrício Queiroz e a mulher dele, Márcia Aguiar, voltem para a prisão. Os dois estão em prisão domiciliar por uma decisão do ministro Gilmar Mendes.

Lula

O STF determinou que, em até 48 horas, a Justiça de Curitiba, responsável pelos processos da Operação Lava Jato, entregue para a defesa do ex-presidente Lula todo material do acordo de leniência da empreiteira Odebrecht.

Fraudes no DF

O Tribunal de Contas da União (TCU) viu indícios de fraudes na venda de testes rápidos para Covid-19 no Distrito Federal. A empresa Biomega, que tinha contrato com o governo estadual, teve o pagamento suspenso.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br.

(Edição: Sinara Peixoto)