Operação Supertrunfo mira contrabando de carros esportivos de luxo no Paraná


Luiz Raatz, da CNN, em São Paulo
08 de setembro de 2020 às 11:46 | Atualizado 08 de setembro de 2020 às 12:58

A Polícia Federal e a Receita Federal lançaram nesta terça-feira (8) uma operação para combater o contrabando de carros de luxo superesportivos. Batizada de Operação Supertrunfo, a ação cumpre três mandados de prisão e outros três de busca e apreensão no interior do Paraná, nas cidades de Maringá e Cândido de Abreu.

Além disso, foi deferido judicialmente o bloqueio de veículos, bens imóveis e contas bancárias vinculadas aos investigados, no montante de R$ 15 milhões.

Leia mais:
Operação da PF em São Paulo mira fraudes em programas sociais

Veículo de luxo apreendido pela PF no Paraná

Veículo de luxo apreendido pela PF no Paraná

Foto: Divulgação/PF

Segundo a PF, durante aproximadamente dois anos de investigações detectou-se que os investigados internaram ilegalmente no Brasil automóveis superesportivos, alguns deles com indícios de fraude quando de sua exportação da Europa.

Os veículos, avaliados em mais de R$ 2 milhões, foram licenciados no Paraguai e eram mantidos e utilizados no Brasil com placas do país vizinho. 

As investigações indicaram também indícios de lavagem de dinheiro, com a ocultação do real proprietário de bens, a dissimulação de sua origem ilícita e a conversão de valores ilegais em ativos lícitos.