Depoimento por escrito negado a Bolsonaro e mais da tarde de 11 de setembro

5 Fatos Tarde, apresentado por Luciana Barreto, repercute principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN
11 de setembro de 2020 às 13:14

A decisão de Celso de Mello que negou o depoimento por escrito ao presidente Jair Bolsonaro, a prisão do secretário estadual de Educação do Rio de Janeiro, Pedro Fernandes, e as medidas contra a alta do preço dos alimentos estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta sexta-feira, 11 de setembro de 2020.

Bolsonaro

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) terá que depor pessoalmente no inquérito que investiga interferência política na Polícia Federal. Ainda de acordo com o despacho, o ex-ministro Sérgio Moro, que acusa o presidente de interferir politicamente na PF, poderá formular perguntas no depoimento.

Prisão no RJ

O secretário estadual de Educação do Rio de Janeiro, Pedro Fernandes, foi preso na segunda fase da Operação Catarata, que apura desvios em contratos públicos na área de Serviço Social. Além dele, a ex-deputada Cristiane Brasil também é alvo da operação. Ao todo, são cumpridos cinco mandados de prisão preventiva e seis de busca e apreensão na capital fluminense.

Alta nos preços

O governo federal estuda medidas para controlar a alta dos preços também de outros alimentos, como a soja e a carne, como fez com o arroz. A redução da tarifa de importação pode ser novamente empregada. Segundo a colunista Basília Rodrigues, da CNN, a ideia é aumentar estoques, ter mais produtos a oferecer, com efeito de reduzir o preço nas gôndolas.

Serviços

O volume de serviços prestados em julho cresceu 2,6% quando comparado com o mês anterior, engatando a segunda alta mensal consecutiva para o setor, segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Já nos primeiros sete meses de 2020, o setor registra queda de 8,9%.

Vacina

O Comitê Internacional de Pesquisadores, que faz uma inspeção nos estudos da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford, deve decidir nesta sexta o que vai acontecer com os estudos feitos pela farmacêutica AstraZeneca. A informação é do apresentador Kenzô Machida, da CNN.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

(Edição: André Rigue)