Estudo da Oxford ganha mais 5 mil voluntários e mais da noite de 15 de setembro


Da CNN, em São Paulo
15 de setembro de 2020 às 19:43 | Atualizado 15 de setembro de 2020 às 20:07

A liberação de R$ 3,8 milhões ao Mato Grosso do Sul para o combate às queimadas no Pantanal e a afirmação do presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, de que as milícias digitais são preocupantes estão entre os destaques do 5 Fatos Noite desta terça-feira, 15 de setembro de 2020.

Barroso

Em entrevista exclusiva à CNN, o presidente do Superior Tribunal Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, falou sobre as eleições municipais. Barroso falou sobre a segurança da urna eletrônica e declarou que milícias digitais agindo politicamente são preocupantes.

Pantanal

O governo federal vai repassar ao Mato Grosso do Sul R$ 3,8 milhões, após o estado ter declarado situação de emergência por causa dos incêndios que atingem o Pantanal. A cidade de Corumbá é a que registra o maior número de focos no país neste ano. Segundo o Inpe, são quase 134 mil registros em todo o Brasil.

Discurso na ONU

Amazônia e Pantanal serão destaque no discurso do presidente Jair Bolsonaro na ONU. A informação foi antecipada pela analista da CNN Renata Agostini. 

Vacina de Oxford

A Anvisa autorizou a inclusão de mais 5 mil voluntários nos estudos da vacina de Oxford no Brasil: totalizando 10 mil participantes. A informação foi antecipada pela CNN e atendeu a um pedido da Universidade Federal de São Paulo, que coordena os estudos no país.

Breonna Taylor

Nos Estados Unidos, uma prefeitura vai indenizar em R$ 63 milhões a família de Breonna Taylor -- uma jovem negra que foi morta em uma ação policial. O acordo com a cidade de Louisville vai resolver a ação civil sobre o caso, que ganhou grande repercussão no país. Além do dinheiro, a prefeitura se comprometeu a fazer reformas na polícia local.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br.