PF investiga fraudes em certificados digitais do Ibama em favor de fazendeiros


Da CNN
15 de setembro de 2020 às 15:22

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (15), a Operação Tokens, que investiga fraudes no sistema digital do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). A suspeita é de que certificados do órgão eram falsificados para beneficiar fazendeiros do Mato Grosso e no Pará.

Foram cumpridos 48 mandados de busca e apreensão em empresas e residências de pessoas que foram beneficiadas com as fraudes, além de cinco prisões de falsificadores e estelionatários membros de associação criminosa. 

Leia também:

Lava Jato: operação da PF mira desvio de mais de R$ 150 mi no Sesc e Senac no RJ

Carro da Polícia Federal durante operação

Veículo da Polícia Federal durante operação

Foto: Tomaz Silva / Agência Brasil

Segundo as investigações, o prejuízo destas fraudes à União pode chegar a R$ 150 milhões em multas não recolhidas e descumprimento de embargos em áreas ambientais sensíveis da Amazônia legal. 

O inquérito foi instaurado a partir da identificação, pelo Ibama, de fraudes ocorridas contra seus superintendentes, agentes e fiscais, com o uso de tokens expedidos indevidamente para terceiros. 

Os mandados foram cumpridos em 29 cidades e nos estados de Goiás, Tocantins, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo e Distrito Federal.

(Edição: Leonardo Lellis)