Onda de calor faz termômetros baterem recordes e superarem 40ºC em SP e no MS

Na cidade de São Paulo, a temperatura superou os 37ºC e ficou como a segunda maior da série histórica

Guilherme Venaglia, da CNN, em São Paulo
30 de setembro de 2020 às 22:36
Tarde de calor em São Paulo no último sábado, 26 de setembro
Foto: Reprodução/CNN

Números do Instituto Nacional de Metereologia (Inmet) apontam que os termômetros passaram dos 40ºC em São Paulo e Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira (30), representando novos recordes absolutos em diversas estações dos dois estados.

No estado de São Paulo, foram batidos índices históricos em cidades como Lins (com 41,9ºC), Jales (41,7ºC) e Presidente Prudente (40,7ºC).

Na capital, foi perto. Os 37,1ºC registrados se aproximam dos 37,8ºC verificados em outubro de 2014. A estação de referência fica no Mirante de Santana.

Assista e leia também:

Com termômetros perto dos 40°C, SP bate segundo recorde de calor na semana

A expectativa é que a temperatura suba mais nesta quinta-feira (1º), com máximas na casa de 38ºC, segundo previsão da consultoria Climatempo.

MS

No Mato Grosso do Sul, os números foram ainda mais altos. O estado passou dos 44ºC nas cidades de Água Clara e Coxim, que com 44,1ºC dividem agora o posto de maior temperatura já registrada no MS.

O recorde anterior datava de 48 anos atrás, quando foi registrada máxima de 43,8ºC em Corumbá, em novembro de 1962.