Justiça rejeitou novo pedido de prisão de André do Rap antes de soltura

Pedido foi feito na sexta-feira pelo Ministério Público depois de o traficante ser beneficiado por habeas corpus do ministro Marco Aurélio Mello, do STF

Murillo Ferrari, da CNN, em São Paulo
13 de outubro de 2020 às 14:49 | Atualizado 13 de outubro de 2020 às 15:02

O Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) fez na sexta-feira (9) outro pedido de prisão contra o traficante André Oliveira Macedo, conhecido como André do Rap, antes de ele ser libertado por habeas corpus concedido pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF).

O pedido do MP-SP, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), está ligado a um processo que tramita desde 2007. O pedido de prisão preventiva, no entanto, foi rejeitado pelo juiz Alexandre Torres de Aguiar, da 1ª Vara Criminal da Comarca de São Vicente.

Assista e leia também:

Marco Aurélio Mello: 'Não busco acompanhar cegamente entendimento de colega'
Liberdade de Opinião: Garcia e Rezende analisam caso André do Rap no STF
'Frustração e desrespeito', diz delegado sobre soltura de André do Rap

“Em que pese a seriedade das informações trazidas pelo Ministério Público, o fato de o réu André Oliveira Macedo ter sido regularmente solto em outros processos, por si só, não se mostra como justificativa suficiente para autorizar um decreto de prisão preventiva nestes autos”, escreveu o magistrado em sua decisão.

“Não há elementos atualizados e concretos de que o denunciado efetivamente pode reiterar a conduta criminosa ou que esteja propenso a fugir do distrito da culpa. Sendo assim, ao menos por ora, indefiro o pedido de prisão preventiva”, concluiu o juiz.

Juiz de São Vicente rejeitou novo pedido de prisão preventiva para André do Rap feito na sexta-feira (9) pelo MP-SP
Foto: CNN (13.out.2020)

(Com informações de Renan Fiuza, da CNN, em São Paulo)