Maia diz não ter pressa para votar 2ª instância e mais da tarde de 13 de outubro

5 Fatos Tarde, apresentado por Luciana Barreto, traz as principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN
13 de outubro de 2020 às 13:17 | Atualizado 13 de outubro de 2020 às 14:14

A declaração do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em entrevista à CNN Rádio, na qual ele afirma não ter pressa para votar a prisão após a segunda instância e a repercussão política da soltura do traficante André do Rap estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta terça-feira, 13 de outubro de 2020.

André do Rap

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) vai analisar na quarta-feira (14) o caso do traficante André do Rap, líder do PCC. Dez ministros participarão da sessão, já que Celso de Mello se aposenta nesta terça (13). O presidente da Corte, Luiz Fux, anulou uma decisão do ministro Marco Aurélio Mello, que determinava a soltura do traficante que, agora, está foragido.

Maia

Em entrevista à CNN Rádio nesta terça-feira (13), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que não há necessidade de acelerar o trâmite do processo de prisão em segunda instância. Maia destacou que não se pode misturar a decisão do ministro Marco Aurélio com a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que tramita no Congresso.

Economia

Economistas do mercado financeiro elevaram sua estimativa de inflação para este ano. Segundo o relatório do Banco Central, os analistas dos bancos subiram a estimativa de inflação deste ano para 2,47%. Para o PIB de 2020, a previsão dos economistas para a retração da economia é de 5,03%.

Reabertura

Os museus da cidade de São Paulo voltam a funcionar nesta terça com restrições. A reabertura foi permitida pela prefeitura após a capital paulista avançar à fase verde do plano de flexibilização econômica estadual. Pelo o Masp e outros tres museus voltam a receber o público a partir desta terça.

Aulas presenciais

As escolas particulares do Rio de Janeiro vão precisar assinar um protocolo sanitário para a volta das atividades presenciais. Segundo a prefeitura, o objetivo da medida é conhecer os procedimentos adotados pelas unidades de ensino para prevenção à Covid-19. Os estabelecimentos terão até uma semana para preencher o documento, e depois atualizá-lo mensalmente a partir de novembro. 

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br