Operação da Polícia Federal em 4 estados combate fraude no seguro-desemprego

Operação Seguro-Mamata apura prejuízos de R$ 12 milhões; são cumpridos 40 mandados de busca e apreensão um de prisão

Vianey Bentes, da CNN, em Brasília
14 de outubro de 2020 às 07:38 | Atualizado 14 de outubro de 2020 às 07:44
Polícia Federal realiza operação contra fraude no seguro-desemprego
Foto: CNN Brasil

A Polícia Federal está nas ruas nesta quarta-feira (14) nos estados de Alagoas, Pernambuco, Sergipe e São Paulo, com a Operação Seguro-Mamata, que investiga uma organização criminosa que age desde 2016 em fraudes no seguro-desemprego.

São cumpridos 40 mandados de busca e apreensão e um de prisão, e ainda o afastamento de 16 servidores públicos. Todos os mandados foram expedidos pela Justiça Federal de Alagoas.

Leia também:
Operação no RJ mira grupo suspeito de furtar combustível de dutos da Petrobras

Segundo as investigações, os prejuízos alcançam mais de R$ 12 milhões. O inquérito instaurado há cerca de um ano e meio já identificou dezenas de vínculos empregatícios com empresas fantasmas e empregadores individuais inexistentes com objetivo de criar de forma ilegal o direito ao seguro-desemprego.

Os envolvidos foram indiciados pelos crimes de organização criminosa, inserção de dados falsos em sistemas de informações, peculato e estelionato, cujas penas somadas devem chegar a 37 anos de reclusão.