O Grande Debate: chefe do PCC 'debochou da lei' ao fugir após liminar?

Bruno Salles e Caio Coppolla debatem a decisão do plenário do Supremo Tribunal Federal de manter a prisão preventiva de André do Rap, um dos chefes do PCC

Da CNN, em São Paulo
14 de outubro de 2020 às 22:34 | Atualizado 14 de outubro de 2020 às 22:38

No Grande Debate da noite desta quarta-feira (14), Bruno Salles e Caio Coppolla debateram a decisão do plenário do Supremo Tribunal Federal de manter a prisão preventiva de André do Rap, um dos chefes do PCC.

O placar está em 6 a 0. Na quarta-feira (15) os outros quatro ministros votam. Em seu voto, o presidente do STF, ministro Luiz Fux, destacou que a suspensão da decisão de outro ministro se trata de um caso "excepcionalíssimo" e que André do Rap "debochou da justiça", pois se aproveitou da decisão para "evadir-se imediatamente" e "cometeu fraude processual ao indicar endereço falso". O traficante segue foragido.

O tema do grande debate de hoje é: a lei, na qual o ministro Marco Aurélio, se baseou para soltar o chefe do PCC, deve mudar?

Leia também

André do Rap tentou despistar polícia, indicam grampos telefônicos

Doria diz que soltura de André do Rap foi decisão 'infeliz' de Marco Aurélio

Ao contrário de André do Rap, pintor inocentado ficou 20 meses preso provisório

Ouça o debate na íntegra: