Aos 85 anos, Ivo Noal, maior bicheiro de SP, vive em mansão na capital paulista

Ele vive em uma mansão na capital paulista, com uma das filhas

Fabiana Lopes e Adriana Farias*
18 de outubro de 2020 às 22:00
Ivo Noal vive em uma mansão na capital paulista, com uma das filhas
Foto: DOC. Filmes

Paulistano do Brás, o advogado Ivo Noal herdou do avô o negócio do jogo do bicho. Diferentemente do Rio de Janeiro, onde os barões da jogatina se matavam em disputas por territórios, na capital paulista, Ivo detinha o monopólio da contravenção. 

“Em São Paulo nunca teve muito problema com isso, porque aqui toda área do bicho, pela estrutura que o avô do Ivo tinha deixado, e depois me parece que o pai também, estava sendo bem mantida”, afirma o desembargador aposentado Pedro Menin. 

Além do jogo do bicho, Ivo Noal também explorava as máquinas caça-níqueis. Um negócio sofisticado, que funcionava, segundo autoridades, em mansões no Morumbi, um dos bairros mais nobres de São Paulo. 

“A exploração das máquinas caça-níqueis, hoje sem dúvida nenhuma, nós encontramos a exploração na periferia, em locais de classe baixa, média e alta. Existe uma classe privilegiada que frequenta clandestinamente esses locais”, afirma Arthur Pinto de Lemos Júnior, secretário de Políticas Criminais do Ministério Público de São Paulo. 

As atividades de Ivo Noal chamaram na época a atenção do então promotor de Justiça Gabriel Inellas. “Ele não era simplesmente um banqueiro do jogo do bicho, ele tinha uma estrutura montada fenomenal que foi apurada durante a investigação”, afirma. 

Com o dinheiro do jogo ilegal, de acordo com as investigações, Ivo Noal construiu um império. Entre os bens mais valiosos do bicheiro, está uma mansão em Ilhabela, litoral norte de São Paulo, avaliada em cerca de R$ 20 milhões. 

Chamada de “joia da Coroa”, a mansão está prestes a ser leiloada pela Justiça, para pagar uma dívida que o banqueiro tem de pensão alimentícia com o neto dele, João Vitor Delgado Noal.?
 
“O Seu João Vitor Delgado Noal hoje, ele tem um crédito de alimentos contra o seu pai, Ivo Noal Filho e contra o seu avô, Ivo Noal, de mais de um milhão de reais”, afirma Oswaldo Segamarchi, advogado do neto do bicheiro. 

Noal chegou a ser acusado de assassinato e de lavagem de dinheiro, mas assim como os bicheiros cariocas, passou por pequenas temporadas na cadeia. 

Em 2019, Noal sofreu um AVC, acidente vascular cerebral, e hoje vive com uma das filhas, em São Paulo. A reportagem tentou ouvir Ivo e a filha que mora com ele, mas eles não quiseram se pronunciar.

(*Da DOC. Films, especial para a CNN Brasil)