Sabatina de Kassio Nunes no Senado para vaga no STF e mais de 21 de outubro

As informações mais importantes do começo desta quarta-feira (21)

Da CNN
21 de outubro de 2020 às 06:32 | Atualizado 21 de outubro de 2020 às 09:03

 

A sabatina do desembargador Kassio Nunes na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, os processos do senador Chico Rodrigues (DEM-RR) por invasão de terras e fraude e o ministro Alexandre de Moraes como novo relator do inquérito que apura suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na Polícia Federal são alguns dos destaques da manhã desta quarta-feira, 21 de outubro. 

Chico Rodrigues

Chico Rodrigues (DEM-RR), o senador flagrado com R$ 33 mil nas partes íntimas, responde na Justiça Federal por crimes como ocupação de terras públicas e fraude em licitação. No total, há sete ações em andamento que citam o senador. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, suspendeu a decisão de afastá-lo por três meses, já que o próprio senador pediu licença do cargo por 121 dias

Kassio Nunes

Indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao Supremo Tribunal Federal (STF), o desembargador Kassio Nunes será sabatinado nesta quarta-feira (21) na Comissão de Constituição e Justiça do Senado. Na terça-feira (20) Nunes visitou gabinetes de senadores para tentar conquistar votos.

Suposta interferência na PF

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), é o novo relator do inquérito que apura suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na Polícia Federal. O antigo relator era o ministro Celso de Mello, que se aposentou. O pedido de redistribuição do inquérito foi feito pela defesa do ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, que também é investigado no caso.

Coronavac

O Ministério da Saúde anunciou a compra de 46 milhões de doses da Coronavac, vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac e pelo Instituto Butantan. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), no entanto, afirmou na manhã desta quarta-feira (21) que a vacina "não será comprada".

Pazuello

Com suspeita de Covid-19, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, cancelou a agenda prevista para o resto da semana. Segundo auxiliares, ele seguirá despachando do hotel onde mora, em Brasília.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br

 

(Edição: André Rigue)