Salles se explica a Maia, ataque na França e mais da tarde de 29 de outubro

5 Fatos Tarde repercute principais notícias do Brasil e do mundo

Da CNN
29 de outubro de 2020 às 13:55

 

As explicações do ministro Ricardo Salles por um tuíte direcionado a Rodrigo Maia e o ataque que deixou mortos em Nice, na França, estão entre os destaques do 5 Fatos Tarde desta quinta-feira, 29 de outubro de 2020.

Ataque na França

Um homem armado com uma faca matou ao menos três pessoas em uma igreja na cidade de Nice, na França, na manhã desta quinta-feira (29). O departamento antiterrorismo do país está investigando o caso. Ainda não se sabe oficialmente o que motivou o ataque ou se há alguma ligação com a exibição de charges do profeta Maomé, consideradas pelos muçulmanos como blasfêmia.

Witzel

O parecer sobre a instauração ou não de processo de impeachment do governador Wilson Witzel (PSC) será entregue nesta quinta pelo relator, deputado Waldeck Carneiro (PT). O tribunal misto, formado por deputados estaduais e desembargadores, vai ter 48 horas, a partir da entrega do documento, pra votar o parecer.

Salles e Maia

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, explicou ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que não usou suas redes sociais para ofendê-lo. À CNN, Salles afirmou que encaminhou mensagem nesta manhã a Maia para explicar a situação. De acordo com salles, alguém usou indevidamente sua conta e apelidou Maia de "Nhonho", nome de personagem do seriado Chaves. Já o presidente da Câmara vem sendo aconselhado por aliados a não responder à ofensa do ministro. As informações são dos colunistas Basília Rodrigues e Igor Gadelha.

Pantanal

O Pantanal já tem o pior mês de outubro em focos de incêndio da história: desde o dia 1° até a quarta-feira (28) foram registrados 2.825 pontos de fogo no bioma, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). O recorde até então para o mês era de 2002, quando haviam sido registrados 2.761 focos. O monitoramento do Inpe começou em 1998.

Operação da PF

A Polícia Federal cumpre 29 mandados de busca e apreensão nesta quinta-feira em cidades de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. A ação desta manhã investiga crimes de sonegação fiscal. A Justiça Federal determinou o sequestro de R$ 100 milhões dos alvos e o afastamento de dois diretores da instituição financeira alvo das ilegalidades.

Newsletter

Para receber as principais notícias todos os dias no seu e-mail, cadastre-se na nossa newsletter 5 Fatos em newsletter.cnnbrasil.com.br